Como aumentar o engajamento no LinkedIN?

Os Engagement pods vem ganhando popularidade nos últimos anos nos EUA, principalmente no Instagram e YouTube, e sua utilização vem ganhando relevância no Brasil.

Os engagement pods são grupos privados, formados por indivíduos interessados em aumentar a popularidade e o alcance de suas postagens ao compartilhar seu conteúdo com um grupo de pessoas que concordam em se envolver com ele: dando likes, deixando comentários ou compartilhando.



À medida que o LinkedIn ganhou popularidade, os usuários viram o poderoso alcance que pode advir da publicação consistente na plataforma. Sim, eu sei que você acabou de pensar nos Influencers e Growth Hackers do Linkedin, muitos deles são participantes deste tipo de rede de impulsionamento.

Os usuários de plataformas como Instagram, Youtube e Linkedin possuem o desejo de obter um alcance elevado sem muito esforço e de forma orgânica, contudo a realidade majoritariamente é outra. O algorítimo da plataforma restringe a distribuição da sua postagem forçando-o a pagar para que possa ser distribuído para mais pessoas.

Assim, a resposta de alguns tem sido a de tentar aumentar a audiência e o engajamento de forma consistente por meio de grupos que garantam que seus posts sejam populares utilizando estratégias que façam o algorítimo trabalhar em prol das mesmas. Por exemplo, o algorítimo do LinkedIn para determinar se um conteúdo é relevante, de baixa qualidade ou spam utiliza o critério da taxa de envolvimento na qual o post está inserido. Essa análise é usada para pontuar sua postagem para distribuição. Um post considerado de alta qualidade é movido para a próxima fase de pontuação que pode levar ao dito conteúdo “viral”.

Então, em teoria, o sistema de engajamento de interação funcionaria bem e teria efeitos positivos em seu conteúdo, rede e marca pessoal. Certo?

Alguns teóricos argumentam que isso não seria uma verdade absoluta, pois defendem que você estaria perdendo a real essência de postar no LinkedIn, juntando-se a um grupo de engajamento.

“Alan, o que eles defendem? Eles acham que devemos contar apenas com a sorte?”

Não, muito pelo contrario, eles acreditam em trabalho duro e possuem seus argumentos:

1. No LinkedIn, sua rede é seu “pod” de engajamento orgânico. 

Construa relacionamentos primeiro, envolva-se genuinamente com o conteúdo do outro. Então a conexão virá. Você não apenas criará uma comunidade de pessoas que deseja se envolver com seu conteúdo por interesse próprio, mas também formará relacionamentos valiosos ao longo do caminho.

Além disso, de nada adiantará todo um esforço para se relacionar caso você possua um perfil “tosco”. Seu LinkedIn é seu curriculum vivo, seu cartão de visitas, a sua marca pessoal.



Ou seja, você precisa fazer o feijão com arroz. Por isso vou deixar um material GRATUITO para levar seu LINKEDIN para um outro nível.

Baixe aqui o e-book com mais de 60 dicas de como turbinar o seu LinkedIN! 🙂

2. A atividade dos grupos de engajamento vale uma fração do engajamento genuíno.

Em um Engagement pod, a interação é forçada. Ao participar, você basicamente assinou um “contrato” para participar de todas as postagens do grupo. Você perdeu sua capacidade de decidir por si mesmo se deve ou não comentar, gostar ou compartilhar algo.

Quando você é forçado a fazer isso, a qualidade da interação tende a diminuir muito. Em vez de comentários bem-intencionados, honestos, você acaba comentando e/ou recebendo comentários curtos e de baixa qualidade, tais como: “bom post” ou “obrigado por postar”.

Pense em como isso afeta sua marca pessoal a longo prazo se você raramente está contribuindo com uma visão ponderada ou significativa sobre o conteúdo de outra pessoa.

O que um comentário como esse realmente vale? É algo que você precisa refletir, pois isso impactará em como sua persona o perceberá.

Então, se você decidir que não quer participar de um grupo de engajamento, como conseguir a sonhada audiência? Especialmente como um novo rosto para a comunidade do LinkedIn?

Siga a Tríade do sucesso do LinkedIn : publique conteúdo de alta qualidade de forma consistente, interaja com sua rede com frequência e crie relacionamentos valiosos. Com esses três princípios em ação todos os dias, você desenvolverá uma experiência do LinkedIn rica que gerará um incrível salto no seu SSI (saiba mais: social sales index).

Preste atenção que eu não disse que será fácil e nem rápido, mas valerá a pena.

Contudo, se você não for TÃO purista e tiver certa pressa em criar conexões e engajamento, procure bons grupos onde os assuntos majoritariamente tenham conexão com sua área de atuação e possua troca de conhecimentos.

Você já participou de algum grupo de engajamento no LinkedIn? Caso positivo, o que tem achado das trocas que tem compartilhado no seu grupo e dos resultados?

Compartilhe sua experiência e pensamentos nos comentários.

Caso tenha interesse em saber mais pode me procurar no meu perfil



Marcações: