Aproveitando o mês do feriado da Independência do Brasil, pretendo neste texto te levar a pensar o que anda negligenciando em sua vida.

O que anda te deixando dependente?

De qual comportamento você ainda carece de libertação?

Qual o grito de liberdade que anda precisando dar?

Tem a ver com sua vida amorosa, com a carreira, seu desenvolvimento pessoal ou profissional, com hábitos que te prendem e fazem mal à sua saúde?

Quais têm sido suas amarras?

A maior parte das pessoas, infelizmente, leva a vida como a letra da música: “deixa a vida me levar, vida leva eu…” E ainda acha graça.



Nada contra ir à balada todo fim de semana, ter o último modelo de celular do momento ou ficar horas vendo seriado na TV, mas, seu tempo está sendo bem aproveitado? Você tem pensado em seu futuro e no que pretende dele? Tem imaginado, planejado, criado estratégias para alcançar o que deseja? E, no limite, seus comportamentos tem lhe trazido felicidade?

Muitas pessoas vivem o dia a dia sem pensar sobre quais atitudes devem ser abolidas e quais devem ser reforçadas. Raramente raciocinam sobre suas decisões e muito menos planejam suas vidas e em como realizar seus sonhos. Seguem apenas, como zumbis, o que pode parecer muito interessante em um seriado de TV, mas, nada inteligente para a condução da vida diária.

Conversando com um cliente que é Gerente da área de Consultoria Financeira, ele me conta como é hábito, desde sempre, incentivar a prática do planejamento financeiro em outros países. As crianças já aprendem isso desde os 3 ou 4 anos.

No Brasil, começamos a entender a importância deste controle nos últimos anos e pior, quando a “vaca das finanças pessoais e empresariais já havia ido para o brejo”.

Não nos adiantamos, não antecipamos decisões, achamos bonito deixar tudo para a última hora.

Reitero, nada contra um estilo de vida mais nababesco, respeito a todo tipo de escolha, porém, muitas vezes vemos as pessoas afundando em doenças como depressão e transtorno de ansiedade por causa deste comportamento. Essa é a realidade que vejo em consultório, todo dia, há muitos anos.

Infelizmente, muitos se dão conta da necessidade de mudança depois de muitas dores de cabeça, dores estas que poderiam ser evitadas com algumas simples alterações na rotina.

Nossa sociedade faz com que tenhamos um comportamento em que não há espaço para o raciocínio mais profundo, apenas, na maior parte das vezes, para o imediatismo e o consumo. Não pensamos, não interpretamos, não buscamos informação, não desmentimos notícias falsas e, pior, desacreditamos de nossa própria capacidade, passando o controle das nossas vidas para a TV, a internet, os aplicativos e outras coisas mais. Acabamos vivendo a falsa ilusão da liberdade.

Diariamente recebo pacientes em consultório que de repente conseguiram, em meio ao caos de suas vidas e devido à alguma grave situação, parar para pensar um pouco, desejando mudança e mais controle sobre seus atos e planos, querendo sair da escravidão imposta por um estilo de vida que não faz mais sentido para si mesmos.

Infelizmente, a maior parte das pessoas não busca solução para seus problemas, desenhando suas vidas acreditando que tudo é destino e “vai acontecer mesmo”, independente da ação assertiva, das escolhas. Acreditam que são levados pela vida e não condutores de si mesmos, donos de seus caminhos.

Do que vocẽ anda precisando se libertar?

Do uso excessivo das redes sociais?

Do tempo desperdiçado com coisas que não fazem bem?

Da autodepreciação?

Da falta de tempo para cuidar de si mesmo ou da família?

Do trabalho para o qual você vai arrastado toda manhã?



Das desculpas esfarrapadas?

Todas as pessoas que conheço, dentre estas, os clientes que atendo, não são aquelas que têm sucesso, como a maioria pensa, por terem condições financeiras, dinheiro ou “berço”.  As pessoas de sucesso são aquelas que têm uma mente direcionada à conquista, que desenham, planejam e que buscam de forma perseverante a realização de suas metas. São aquelas que não estacionam por qualquer problema e que não dão bola para a torcida contra, que seguem confiantes de suas habilidades e valores.

Estas pessoas não são diferentes de você, têm as mesmas capacidades, a mesma concepção neurológica, a mesma forma humana! Podem ter nascido em outra época, terem tidos pais diferentes, condições diversas mas, em comum, todas têm a certeza de que conseguirão o que desejam.

Veja as histórias de pessoas que conseguiram sair de uma situação difícil e que conquistaram seus sonhos, todas têm em comum a perseguição constante de suas metas. Muitas, aliás, tiveram derrotas sequenciais mas, sempre insistiram.

Para que você não fique com a impressão de que este texto é apenas negativo, apontando culpados, sem apoiar fornecendo opções, sugiro uma boa forma de entender melhor seu momento atual:

Faça uma lista de hábitos, locais, comportamentos, pessoas, enfim, tudo o que é nocivo em sua vida e, ao lado, descreva como pode mudar, cortar ou trabalhar estas coisas e como elas afetam seu desempenho e conquistas. Afinal, não adianta se dar conta de algo e não ter atitude de mudança.

Escreva ao lado de cada comportamento, local, hábito e etc., qual o benefício ou malefício que tal ato está lhe trazendo, descreva de forma honesta, sem se preocupar com julgamentos.

Para ajudar, siga o exemplo do que Christian Barbosa descreve sabiamente em seu livro “A Tríade do Tempo” como as 3 esferas de utilização do tempo, em que nos ensina a catalogar quais atividades diárias são importantes, urgentes ou circunstanciais:

Esfera da Importância:

São as atividades relevantes em sua vida e que trazem resultados em curto, médio ou longo prazo.

Elas têm prazos para execução, mas nunca se tornam urgentes pois, são planejadas e tem data para acontecer. Na maior parte das vezes, tarefas importantes proporcionam prazer, sendo que a maioria delas é espontânea.

Esfera da Urgência:

Abrange todas as atividades para as quais o tempo está curto ou se esgotou. São as exigências que chegam em cima da hora e que não podem ser previstas e, por isso, trazem estresse.

Sabe aquela consulta médica que você deveria ter marcado pois, enxergou uma mancha em sua pele e que foi adiada? Em algum momento ela se tornará urgente.

Esfera Circunstancial:

São as que contemplam atividades desnecessárias, excessivas ou que não trazem nenhum resultado, apenas a sensação de que se está muito ocupado. Sabe o “bom dia” que você dá aos 340 grupos de WApp dos quais faz parte?

São gastos inúteis de tempo.

 

Christian igualmente nos ensina que as tarefas importantes devem ocupar 70% do nosso tempo, as urgentes 30% e as circunstanciais 10% apenas.

 

Além deste exercício, siga estas dicas para usar melhor seu tempo:

1. Faça uma agenda – seja virtual, de papel, em um quadro na parede: organize necessidades, atividades, prioridades; delimite tempo para cada tarefa, planejando dia, mês, ano, incluindo perspectivas futuras.

2. Organize suas roupas, mesa de escritório, cozinha, gavetas. Enfim, reveja a distribuição das coisas em sua casa, doando o que estiver em bom estado. Deixando as coisas à mão você economiza tempo.

3. Planeje seus gastos, o que permitirá que tenha não apenas um panorama geral, mas, uma visão concreta do uso do seu dinheiro. Que fazer um curso? De quanto precisará? Poderá pagar à vista? Deverá parcelar? Saiba controlar impulsos consumistas!

4. Descreva metas, sonhos e o que fará de concreto para alcançá-los, definindo prazos e vislumbrando resultados. Metas bem definidas servem como estímulo. Vá descrevendo as pequenas conquistas e celebrando vitórias.

5. Treine o hábito da disciplina. Mantenha foco e não desvie a atenção daquilo que deseja.

6. Saiba descansar!

7. Mantenha uma vida saudável, tanto em relação ao sono, alimentação e exercícios físicos quanto às informações e conteúdos que consome.

8. Pratique o hábito da leitura! Adquirir conhecimento deixará seu cérebro mais jovem, afastando doenças!

9. Estabeleça horários para checar e-mails e ver redes sociais, controlando o tempo que gasta com atividades que só fazem com que se sinta ocupado, mas não lhe trazem resultados.

10. Desenhe um plano B, C, D (use o alfabeto) para sua vida, listando suas competências e habilidades, descrevendo em quais atividades elas se encaixariam. Assim, nenhum imprevisto te pegará de surpresa.

Agora que conhece os conceitos e a sua realidade, veja como está usando o tempo e do que está precisando se libertar.

Alguns hábitos podem ser difíceis de mudar mas, com perseverança e comportamento de decisão, você certamente colherá os frutos da mudança!

Afinal, achar um culpado para os seus problemas atuais pode parecer pertinente, mas não fará diferença prática nenhuma!

____________________________________

E se precisar de ajuda, consulte a minha página de serviços e entenda como posso te apoiar.

https://www.lucianevecchioconsultora.com.br/servicos

#LucianeVecchioConsultora

Fonte das imagens: vidamaisfacil.com.br e ulife.com.br



Author: Luciane Vecchio

Psicóloga, Consultora de Carreira, Coach, Especialista em RH. Há 20 anos apoiando empresas e profissionais nos temas relacionados ao comportamento humano, treinamento, desenvolvimento e autoconhecimento.