Firmar parcerias com outras marcas é uma estratégia interessante de envolver seus clientes, atrair novos públicos e promover novidades no mercado. Além disso, também é uma excelente alternativa para dar aquela movimentada que sua empresa pode estar precisando.

Independentemente do porte do seu negócio, em uma visão macro, está todo mundo remando na mesma direção: conquistar clientes e aumentar as vendas.

ps: Escolhi uma música para tornar sua leitura mais agradável. 😉🎼🎧🎤



ps2: trilhas sonoras são um dos recursos que eu utilizo no Marketing de Gentileza para humanizar o conteúdo e o relacionamento virtual.

Vamos falar sobre Co-Branding! E saiba que não é somente para grandes empresas, é também para empreendedores que atuam em negócios de pequeno e médio porte. O importante é entender e analisar a melhor forma de realizar o co-branding na sua realidade. Antes de te dar alguns exemplos e te ajudar a ter ideias de como usar o co-branding, quero falar um pouco mais sobre esse conceito.

Branding

Tecnicamente falando, Branding é um modelo de gestão empresarial. Brand em inglês significa Marca. Branding não tem uma tradução exata em português, portanto entende-se que se trata da construção da marca, ou seja, algo contínuo. Eu vejo como uma forma de cuidar da sua marca, da sua empresa, para que o público tenha a percepção correta sobre ela. A comunicação da empresa, o posicionamento, os produtos, as ações e o design, por exemplo, são alguns dos elementos estratégicos que passam mensagens-chave para o público e fazem com que ele construa uma visão e percepção da sua marca.

O Branding cuida justamente das estratégias e direcionamentos que serão usados para criar a reputação. É um trabalho indispensável para cuidar do nome e de tudo que envolve sua empresa e seus projetos. Para isso é necessário descobrir propósito e cumpri-lo com coerência, descrever missão, ter um forte posicionamento, um diferencial competitivo, defender causas genuínas e investir fortemente em relacionamento com o cliente. Assim, é possível tornar a sua marca querida e fixá-la na mente e no coração das pessoas.

Co-Branding

Já o Co-Branding se refere às estratégias entre marcas diferentes com objetivos em comum. Em outras palavras, uma ação de co-branding acontece quando duas empresas se juntam para criar produtos ou serviços que reforcem cada uma, fortalecendo nome e posicionamento de ambas. Além de trazer novas oportunidades de negócio, essas iniciativas ajudam a ampliar o alcance das marcas, melhorar e reforçar sua imagem na mente e no coração das pessoas, a aumentar as vendas e, em alguns casos, auxilia ainda na introdução de um novo mercado.

Um ponto fundamental do Co-Branding é que as duas marcas precisam trabalhar juntas e terem uma sinergia para criarem ações memoráveis, rentáveis e sustentáveis para ambas. De maneira simples, é uma parceria forte e alinhada.

Parcerias entre marcas para te inspirar

Vale destacar que Co-Branding não se limita a marcas do mesmo segmento. Muito pelo contrário, existem cases de empresas de mercados diferentes que se juntaram e que deram certo, como você verá a seguir. Gosto sempre de lembrar que estamos na era do relacionamento entre marcas e pessoas. Afinal, empresas são formadas por pessoas. Ou seja, o foco deve estar em humanizar cada vez mais as relações a as experiências com os clientes, visando aumentar a credibilidade da sua marca e conquistar a confiança do público.

1. Mc Donald’s e Kopenhagen

Mc Donald’s é uma marca adepta das parcerias para lançar produtos especiais. Prova disso foram as edições de Mc Flurry e sundae de Kit Kat e Sonho de Valsa. A delícia que eu selecionei para esta lista foi essa maravilhosidade chamada “Língua de gato”, da Kopenhagen.

Mc Flurry

2. Ipiranga e Rock in Rio

As duas marcas fecharam parcerias que incluíram sorteios de ingressos, brindes, viagens e automóveis.



3. Gol e Localiza Hertz

Companhias aéreas e locadoras de veículos são dois serviços que parecem totalmente diferentes. Porém, quantas vezes você viajou ou conhece alguém que precisou alugar um carro quando foi passar uns dias fora? Nesse tipo de ação, o cliente tem desconto na diária de aluguel do carro quando voa com a companhia aérea parceira.

4. Kibon e Hershey’s

Não é de hoje que a Kibon se une a outras marcas para criar edições especiais de seus sorvetes. A linha Blast é um exemplo. Ela sempre se renova usando sabores diferenciados com marcas bem conhecidas, como M&M’s, Hershey’s e Oreo.

Kibon

5. Uber e Spotify

Neste caso, os clientes podem escolher a trilha sonora da sua viagem dentro do aplicativo da Uber. Uma bela forma de humanizar e tornar o trajeto mais agradável.

uber e Spotify

6. Motorola e Ferrari

As duas se uniram para criar um celular exclusivo, com detalhes em vermelho-ferrari e logo de ambas as marcas.

Motorola e Ferrari

Existem muitos outros exemplos de parcerias entre marcas. Mas acredito que essas seis já podem te ajudar a ter novas ideias e buscar parceiros bacanas para trabalhar sobretudo no ambiente digital, onde mais precisamos desenvolver o olhar humano sobre marketing e vendas e criar relações mais gentis com nossos públicos e clientes.



Author: Laize Damasceno

Empreendedora entusiasta da Gentileza, com o propósito de inspirar, emocionar e tocar o coração das pessoas. Desenvolvo conteúdo autêntico, sou mentora na construção de marcas autênticas e humanizadas e em estratégias para conquistar a confiança dos melhores clientes no ambiente digital.